Universo Paralelo

sociedade

Conversamos tanto diariamente, mas como é difícil falarmos de nós mesmos.

Falar dos nossos sentimentos. Assumir quem realmente somos. Se despir perante o outro ou para si mesmo.

É mais fácil criticar a maneira do outro viver, as escolhas feitas e até mesmo opinar sobre o que não devemos como roupas, casas, carros, etc.

Isso acontece muito… Pode ser chamada de fofoca, distração ou qualquer outro nome que inventem por aí.

O fato é que é muito mais fácil e divertido se ocupar com aquilo que não é nosso, porque o que é nos dá muito trabalho e ouso dizer que algumas vezes até medo.

Temos uma reputação perante a sociedade, à família, à igreja… Temos que mostrar sermos bons sempre… Não errar, sempre estarmos certos sobre tudo e todos.

Assim funciona esse universo paralelo.

E quando por alguma razão, decide-se ser quem você é na sua essência, muitas vezes se é criticado, humilhado, judiado e isolado dessa sociedade que se julga tão inteligente.

É como se o mundo estivesse muito além de você.

Por isso eu digo: É mais fácil tomar conta da vida dos outros e deixar o resto passar.

Deixar a vida passar… deixar de viver, de se corrigir, de ser feliz com o que possui.

É mais fácil mostrar o que tem: as roupas de marca, os carros caros, casas luxuosas, do que mostrar para o próximo as suas dores, as suas falhas.

É mais fácil estar em um casamento ou família de aparências, onde todos parecem felizes perante a sociedade, mas no fundo sofrem de diversas maneiras, onde há desavenças e falta de amor.

É mais fácil colocar poeira embaixo do tapete e esconder o problema do que enfrentá-lo.

Mas estando bem para os outros, está bem para nós.

E quando por alguma razão uma parte feia da vida sua aparece para o outro, a primeira reação é justificar o erro… Nós sempre estamos certos.

Sempre temos razão. A culpa é sempre do outro. Nunca é nossa.

Caramba! Como é difícil viver nesse mundo!

Que mundo é esse que vivemos sobre o julgamento do outro, onde os sentimentos não importam?

Que mundo é esse onde vale mais o ter do que o ser?

Que mundo é esse onde você só é aceito se age como a maioria?

Que mundo é esse que criamos e vamos deixar para os nossos filhos viver?

Um mundo de mentiras, ilusões?

Um mundo apenas material? E os sentimentos? Onde ficam?

Tá na hora de acordar! Levantar as mãos e recorrer à Ele.

Reconhecer as falhas assumir quem somos, não ter vergonha de pedir ajuda ao outro ou de possuir menos que o outro.

Estender a mão quando necessário, sem vislumbrar nada em troca.

Amar simplesmente… Viver e multiplicar esse amor.

Assumir os erros e tentar consertar.

Ser feliz… Independentemente das circunstâncias…

Estar em paz….

Buscar a paz…

Viver a paz….

Amar infinitamente…

Será que é tão difícil assim? Ser humano e ser bom? Não podemos ser os dois?

Beijos no coração,

Samara Garcez

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s