As provações

Índice

Em algum momento de nossas vidas, todos passamos por algum tipo de provação. Pode ser no trabalho, nos estudos, no amor, na família, na saúde.

Elas vêm geralmente de onde nos é mais caro, mais importante, sensível ou doloroso.

A provação pode vir de uma decepção, uma doença, uma perda.

O fato é que quando ela vem, mexe com a sua vida.

Junto com as provações, vem os desafios. O medo, a insegurança, as lágrimas, a dor, a ansiedade.

Tudo isso, se não trabalhado, pode tirar o sono, a alegria, a saúde.

O processo parece complicado, mas na verdade ele é rico.

Apesar da dor, das lágrimas e de todo o sofrimento, em meio a tantas dúvidas, há uma certeza: que tudo vai passar.

Vai passar a dor, as lágrimas, os medos e a insegurança.

A fé será renovada, o amor, a vontade de viver. Mas para que isso aconteça é preciso querer.

Querer ser feliz, assumir os próprios defeitos e erros e aceitar.

Querer perdoar. É muito difícil perdoar quem nos machuca, quem quer nos ferir, mas é necessário. O perdão limpa o coração de quem perdoa, mas ajuda muito mais quem é perdoado.

Querer se conectar com Deus…Estar junto D’Ele…. é aceitar tudo.Olhar para dentro de si e buscá-Lo.

Algumas coisas nessa vida doem. E como dói… As expectativas e as verdades que queremos acreditar podem nos trair, nos cegar em meio às paixões, ao egoísmo, ao orgulho.

Como é difícil ter que aceitar que devemos parar e refletir sobre todos os nossos atos. Culpar o outro pelos nossos problemas é mais fácil.

Dos outros não podemos e nem devemos esperar nada… Pela mesma razão….Podemos erroneamente construir verdades que não são nossas.

A vida alheia não nos diz respeito. Devemos respeitar o próximo, suas escolhas, suas limitações e até mesmo duas dores.

Por mais que desagrade e contrarie todas as nossas crenças, ainda assim devemos respeitar… E seguir em frente.

Se ao invés de querer obrigar o outro a viver da nossa maneira, o aceitássemos como ele realmente é… Ah! O mundo seria muito melhor!

Sem dúvida estaríamos em mundo com mais pessoas felizes… Depressão, angústias e todas as doenças da alma não existiriam…Não teria razão para existir… O mal seria cada vez menor.

Mas como a nossa realidade não é essa, temos que nos resignar e aceitar.

Se hoje, você passa por algum tipo de provação, lembre-se:

– Deus está acima de todas as coisas. E ele olha por você onde quer que esteja;

– Entregue nas mãos de Deus e perdoe; Não há nada nem ninguém nesse mundo que não possa ser perdoado. Desse mundo não levamos nada além da nossa alma;

– Respeite o próximo. Se não pode entendê-lo, apenas respeite suas escolhas. Se o outro é feliz assim, deixe que seja.

– Faça o bem não importa a quem;

– Seja feliz;

Beijos no coração,

Samara Garcez

Anúncios

O Amor

rosa_branca_daef146941eaf72d72bb5e402cfd3705_6

Hoje eu poderia simplesmente parar.

Parar de sorrir, de cantar, de viver, de amar, de ajudar.

Poderia perder a fé, brigar, gritar, chorar, humilhar.

Mas o que eu quero mesmo no dia de hoje são duas coisas: oração e paz.

Orar conforta o coração, lava a alma, fortalece. A paz renova as energias, as esperanças.

Ao longo de nossas vidas, devíamos observar mais vezes os sinais que ela nos manda e seguir cada um.

Às vezes não reconhecemos esses sinais. Outras vezes fingimos não vê-los.

E quando coisas acontecem ou os planos simplesmente mudam, nos vemos perdidos, sem rumo, sem chão em busca de respostas para as nossas questões.

As respostas estão bem na nossa frente!

O amor é solução para tudo!

Somente através dele somos capazes de compreender, perdoar, vencer as batalhas que nos são apresentadas diariamente.

Através do amor, renovamos a alma, o espírito. Nascemos novamente.

Às vezes pode até parecer difícil amar… Sim… Amar quem nos machuca, nos faz mal… Mas devemos amar principalmente esses, que tanto necessitam de esclarecimento e discernimento.

Na teoria é fácil e bonito… Na prática nem tanto, mas não precisamos de uma hora para outra mudar…

Podemos plantar uma sementinha de amor a cada dia e ir regando com paciência e gotas de fé.

Pode ser que no início alguns espinhos apareçam e te machuquem, mas certamente quando for a hora certa, esse amor florescerá e sorrirá pra você novamente.

Beijos no coração,

Samara Garcez

Ter ou Ser?

sorrisos

Atualmente ouvimos muito a frase: “Estou sem tempo”.

A falta de tempo tem sido bastante comum nos dias de hoje.Mas será que temos empregado o nosso tempo com qualidade?

Será que temos dedicado o nosso tempo para o que realmente vale a pena?

Quais são as prioridades? Família? Carreira? Casamento? Nenhuma delas? Todas elas?

O que realmente importa? Ter ou ser? Correr atrás do que definimos como meta? Trabalhar, estudar incessantemente, buscar posição status, prazeres?

Realmente temos a necessidade de tudo isso? Precisamos nos ocupar dessa maneira?

Poucos tem tempo para conversar pessoalmente com um amigo, jogar conversa fora, rir.

Quase ninguém tem tempo para ficar à toa. Há sempre um compromisso, algo importante para fazer… O resto é amenidade. Dá para adiar… Os sonhos, muitas vezes são adiados. “Ainda não está na hora”.

Contemplar o dia ou a noite chega a ser um desafio!  “Não tenho tempo para isso”; “Tenho mais o que fazer”. ” Deixa para depois”.

Pode ser que o depois não chegue. Que o amanhã não exista. Pode ser tarde.

Já pensou que nesse mundo não controlamos nada?

Não controlamos os batimentos dos nossos corações, o nascer e o por-do-sol e muito menos o ar que respiramos. Como vamos controlar o resto?

Ao longo da vida, criamos a ilusão que estamos no controle, que a coisas vão acontecer quando realmente decidirmos. No momento e hora exatos, da maneira como planejamos.

Não temos o controle de nada!

Quanta ilusão! Gastamos tempo com coisas que têm valor apenas por um instante, mas que não durarão uma vida toda.

Não é pecado ter conforto, bens materiais que tragam satisfação, mas o quanto eles agregam ao longo de uma vida?

Será que ocupamos todo o nosso tempo apenas para “Ter”?

Quando vamos “Ser”?

Vamos “Ser”, talvez quando não houver possibilidade, quando uma vida inteira já tiver passado, quando os filhos tiverem crescido e partido, e, olharmos para trás e constatarmos que o tempo passou e quando mais precisava estar perto, na verdade era quando estava mais distante.

Deixaremos de ser, quando descobrirmos que um eletrônico ou uma rede social ocupam muito mais o seu tempo do que uma bela companhia da qual pode desfrutar de momentos únicos ao seu lado.

O prazer do eletrônico é instantâneo e por mais que utilizemos, nunca nos vemos satisfeitos. Sempre queremos mais e mais. Queremos estar sempre ligados, antenados nas últimas informações e a maioria delas, são informações que não nos agregam em nada como seres humanos.

E assim seguimos na ilusão de estar buscando algo de concreto.

Concreto mesmo é que temos e não podemos mensurar. Concreto é o amor que não podemos comprar, é a convivência, o interesse pela vida do outro.

Concreto são os sentimentos e demonstração deles. O sorriso de contentamento de uma criança, a gratidão de um amigo, o ar que respiramos, a fé e o desejo de felicidade que existe dentro de cada um de nós.

Essas coisas não são visíveis aos nossos olhos, mas sem elas não há razão alguma para vivermos.

Então, volto a pergunta: Onde investimos o nosso tempo? Será que investimos bem?

Queremos ter ou ser?

Pense nisso!

Beijos no coração,

Samara Garcez