INVERNO

1796454_926804410706574_7365482241497777350_n

 

E quando milhões de coisas passam na sua cabeça e não se sabe por onde começar?

Sabe quando por mais que você se esforce para solucionar outro problema e vem outro problema e toma conta de você?

Pois bem, esse é um dos invernos da vida. Por mais que nademos no mar, ainda assim parece difícil enxergar terra firme.

Parece que tudo o que fazia sentido antes, agora não faz mais. Que as novidades deixam de ser, que o medo do que não se pode controlar e as dificuldades tornam-se maiores que tudo.

Muitos desses problemas, na maioria das vezes encontram-se apenas na nossa mente. Lidar com isso chega a parecer impossível, mas ainda há solução.

Parece que tudo parou. Está estagnado.O que antes era feito com maestria, agora parece difícil.

A maneira como falamos, ouvimos, agimos, sentimos muda quando enfrentamos esse inverno. É como se fosse um labirinto de espelhos, onde por mais que se tente sair, permanecemos perdidos no mesmo lugar.

Isso é consequência do desafio que temos conosco. Estar bem depende de nós mesmos. Essa é uma escolha que fazemos diariamente.

Mesmo achando que as coisas podem ter parado e que estamos sozinhos, não estamos.

Já dizia Mateus 6:25-34:

25 Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?

26 Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas?

27 Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?

28 E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.

29 Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.

30 Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

31 Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?

32 São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.

33 Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

34 Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.

Não há com o que se preocupar. Devemos buscar a Deus e entregar a nossa vida a Ele.

O Pai sabe das nossas necessidades, o que podemos ou não suportar.
Somente o Pai pode nos conduzir.
Diariamente devemos entregar e consagrar a vida a Ele e acreditar.
Ele não desampara nenhum dos nossos filhos e supre todas as nossas necessidades.
Se algo não está dando certo da maneira que achamos que teria que dar, é porque ainda não chegou o momento.
Talvez seja hora de aguardar e descansar.
O melhor sempre estará por vir. Pode acreditar.
Que Deus te abençoe,
Samara Garcez

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s