INVERNO

1796454_926804410706574_7365482241497777350_n

 

E quando milhões de coisas passam na sua cabeça e não se sabe por onde começar?

Sabe quando por mais que você se esforce para solucionar outro problema e vem outro problema e toma conta de você?

Pois bem, esse é um dos invernos da vida. Por mais que nademos no mar, ainda assim parece difícil enxergar terra firme.

Parece que tudo o que fazia sentido antes, agora não faz mais. Que as novidades deixam de ser, que o medo do que não se pode controlar e as dificuldades tornam-se maiores que tudo.

Muitos desses problemas, na maioria das vezes encontram-se apenas na nossa mente. Lidar com isso chega a parecer impossível, mas ainda há solução.

Parece que tudo parou. Está estagnado.O que antes era feito com maestria, agora parece difícil.

A maneira como falamos, ouvimos, agimos, sentimos muda quando enfrentamos esse inverno. É como se fosse um labirinto de espelhos, onde por mais que se tente sair, permanecemos perdidos no mesmo lugar.

Isso é consequência do desafio que temos conosco. Estar bem depende de nós mesmos. Essa é uma escolha que fazemos diariamente.

Mesmo achando que as coisas podem ter parado e que estamos sozinhos, não estamos.

Já dizia Mateus 6:25-34:

25 Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?

26 Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas?

27 Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?

28 E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.

29 Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.

30 Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

31 Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?

32 São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.

33 Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

34 Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.

Não há com o que se preocupar. Devemos buscar a Deus e entregar a nossa vida a Ele.

O Pai sabe das nossas necessidades, o que podemos ou não suportar.
Somente o Pai pode nos conduzir.
Diariamente devemos entregar e consagrar a vida a Ele e acreditar.
Ele não desampara nenhum dos nossos filhos e supre todas as nossas necessidades.
Se algo não está dando certo da maneira que achamos que teria que dar, é porque ainda não chegou o momento.
Talvez seja hora de aguardar e descansar.
O melhor sempre estará por vir. Pode acreditar.
Que Deus te abençoe,
Samara Garcez

 

Anúncios

A Bagagem

download

 

Ao longo da minha carreira profissional, me deparei com diversos desafios. Por onde passei, aprendi algo e carreguei a “bagagem” comigo.

Somei experiências boas e ruins, mas que de uma maneira ou de outra me fizeram crescer e amadurecer.

Na vida pessoal, não tem sido diferente. Continuo carregando a bagagem comigo. As experiências boas e e ruins têm feito parte da minha vida.

Algumas acrescento e outras deixo ir.

No entanto, seja no pessoal ou no profissional, certamente o mais difícil é lidar com as pessoas.

Por sermos diferentes uns dos outros, o que deveria ser considerado um fator positivo, muitas vezes se torna um tremendo desafio.

As diferenças e experiências do outro deveriam servir para acrescentar nas nossas vidas, mas nem sempre é assim.

Seres humanos são diferentes, e cada um carrega a sua própria bagagem. Muitos sequer olham para dentro do que carregam.

Abrir a própria bagagem pode ser doloroso. Alguns colecionam experiências e escolhas que preferiam não ter vivido e, ao invés de deixar ir, se tornam pessoas amarguradas, incapazes de amar.

Se apegam ao passado e se negam a seguir em frente. As escolhas podem mudar o rumo da nossa historia.

Há aqueles que optam somente pelo casamento, acreditando ser totalmente plenos em uma vida conjugal e se dedicam tanto ao outro que se esquecem de si mesmo. E quando descobrem que poderiam ter se amado um pouco mais, amarguram um tempo que não volta atrás.

Há aqueles que optam pela carreira profissional e abandonam o casamento e os filhos. E quando se dão conta que o tempo passou, não há mais como voltar atrás.

Não estou aqui para julgar ninguém, apenas para mostrar que somos totalmente responsáveis pelas escolhas que fazemos e que não temos o direito de transferir as nossas frustrações para ninguém.

Se outro é mais feliz que você, que bom! Ele seguiu em frente e a sua bagagem apesar de estar pesada, ele se sente leve, pois fez um bom uso da sua bagagem. Aproveitou de maneira positiva as escolhas e experiencias que a vida de lhe proporcionou.

Transformou a bagagem em bençãos, alegria e satisfação para si mesmo e para aqueles que o rodeiam.

Então para que distribuir inveja, amargura, ódio gratuitamente? Por que usar de artifícios que prejudicam o outro, mas que prejudicam principalmente você?

Por que usar da mentira, da manipulação do egoismo? Para que obter tudo para si, custe o que custar, sem nenhum escrúpulo?

Isso não é viver!!!  É se enterrar ainda mais numa mentira!! É se afastar do mundo, da vida e das pessoas que ama!

Não precisa! A nossa verdade não é unica e absoluta! É apenas um ponto de vista, se comparado a todas as experiências.

Devemos olhar para frente e sempre procurar respeitar os outros e suas escolhas, mesmo que elas não nos agradem.

Não temos o direito de interferir, muito menos impor a alguém a nossa verdade. Respeito é necessário e benéfico para todos.

Aceitar as nossas falhas por mais difícil que seja, é necessário, saudável e um passo para o nosso crescimento e amadurecimento. Se perdoar é divino e libertador.

Isso se chama crescer, esvaziar a bagagem.

A vida existe para ser vivida, sentimentos para serem sentidos, pessoas para serem amadas.

Apenas isso.

 

Samara Garcez